SOBRE

 

Artista indicada ao Prêmio Pipa em 2018 (http://www.premiopipa.com/artistas/mercedes-lachmann/), Mercedes Lachmann vive e trabalha no Rio de Janeiro. Graduada em Artes (PUC-RJ, 1986), continuou sua formação na Escola de Artes Visuais do Parque Lage (EAV) cursando pintura e desenho até 1988. Retoma seu processo criativo em 2010, e inicia na EAV diversos cursos, em especial com Iole de Freitas, com quem permaneceu por 6 anos. Estuda arte e filosofia com Paulo Sergio Duarte, crítico de arte. A partir de 2014, passa a apresentar suas produções em diversas exposições coletivas no Brasil e no exterior.  

 

A pesquisa de Mercedes Lachmann se dá primordialmente no campo da escultura e da instalação em grandes dimensões. O processo de criação acontece a partir das relações entre as especificidades do lugar, as formas e os materiais que se apresentam visando a ativação do espaço e o corpo dos espectadores simultaneamente.

A água tem sido um material recorrente em sua poética, remetendo a questões como a efemeridade da vida, as transformações da matéria e a tensão entre materiais de características distintas. Mercedes captura água em diferentes recipientes construindo esculturas fluidas, instáveis, em relações ambíguas de força e fragilidade.

2018  outubro- 5ª Exposição coletiva Arte Formatto Casa Bossa, São Paulo, SP. Curadoria Liliana Pedrosa.

2018  setembro- Exposição coletiva Aos fios entreguei o horizonte Galeria Hiato, Juiz de Fora, MG. Curadoria Marisa Flórido.

2018  agosto- Exposição coletiva O Feminino Gabinete de Curiosidades Palácio Rio Negro, Petrópolis, RJ. Curadoria Rosa Paranhos.

2018  março- Exposição coletiva Luz Balão  Solar Meninos de Luz, Rio de Janeiro. Curadoria Marisa Flórido.

 

2018  março- Exposição coletiva Artistas sem Galeria , Orlando Lemos Galeria de Arte, Belo Horizonte. 

 

2018 janeiro – Exposição coletiva Artistas sem Galeria. Galeria Sancovsky e Zipper Galeria; São Paulo

 

2017 agosto – Exposição coletiva Para Todos. Galeria Fortes D’Almeida & Gabriel – Carpintaria, Rio de Janeiro.

 

2017 agosto -  Exposição Coletiva Limiares. Paço Imperial, Rio de Janeiro, como resultado dos cursos  “Imersões Poéticas “e  Imersões Curatoriais”.

 

2017 julho /agosto – Exposição Coletiva Displacement RIO. Vila Aymore, Jacarandá, Rio de Janeiro.  Curadoria de Gabriela Davies.

 

2017 fevereiro - Exposição coletiva Displacement Exhibition. Ugly Duck, Londres, UK.  Curadoria: Gabriela Davies. (http://www.displacementproject.co.uk/).

 

2016 setembro - Exposição coletiva Intervenções Bradesco/ARTRIO. Museu da República, Rio de Janeiro. Curadoria: Isabel Portella.

 

2016 setembro /outubro - Exposição coletiva Baía de Guanabara: águas e vidas escondidas. Museu de Arte Contemporânea (MAC-Niterói), RJ. Curadoria: Luiz Guilherme Vergara.

 

2015 agosto/setembro - Exposição coletiva Festival de Escultura. Centro Cultural da Justiça Federal, Rio de Janeiro.

 

2014 setembro - Implantação da obra pública Águas Escondidas, no pátio do Centro Cultural Paschoal Carlos Magno, Campo de São Bento, Niterói, RJ.

 

2014 maio /agosto - Exposição coletiva I Mostra RIO de Esculturas Monumentais. Praça Paris, Rio de Janeiro, RJ.

EXPOSIÇÕES